segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Isto não é um post - Interstellar

Isto é um desabafo. 

Ontem vi o Filme... sou suspeito... eu com 17 anos, quando me perguntavam "o que querias ser sem pensar em factores que te impeçam de o ser?", eu respondia Astrofísico... por vezes piloto de Rallys mas isso não conta :) 

Troquei "n" mensagens com amigos sobre o Filme, a sensação de esmagamento ou alienação era comum, a sensação de que tudo o que nos rodeia é grande demais também, a sensação que as nossas vidas têm como base estímulos muito pequenos, demasiado palpáveis também... 

Tudo o que debatem no filme é o que mais me fascina nessa área. Juntem-lhe Filosofia e Psicologia tendo em conta o comportamento humano em diversas situações, e têm o Interstellar...acabei de ver, tenho muito para mastigar, mas é para mim das melhores coisas que vi nos últimos muitos anos, pelo menos das que mais mexeram comigo.

Adoro o ser-humano e a capacidade que tem de se apaixonar, de se deixar deslumbrar pelo desconhecido, de procurar respostas todos os dias, de enfrentar o escuro com entusiasmo... Somos todos assim, mas, e se o fôssemos todos os dias? 

Agora dormir com isto tudo na cabeça para acordar novamente no mundo real? No nosso dia a dia? Nas rotinas e sempre perto do palpável? 

Que seca... :)




1 comentário:

  1. Acabei de ver o filme, ainda estou meia anestesiada. Muito bom mesmo.

    ResponderEliminar